O Poder da Criatividade Humana Parte I: "O Folclore Brasileiro - pt.2"

terça-feira, 18 de maio de 2010

Bem, como toda boa historia, não poderia faltar criadores com muita criatividade, das quais, muita criatividade levam a grandes ideias, das quais, as grandes ideias levam a  grandes feitos, e os grandes feitos muitas vezes levam a miraculosas (que palavra é essa..O.o), GRANDES IDIOTICES!
O dono desse blog é um exemplo disso! xD


E para começar mais um capitulo dessa grande idiotice brasileira, vamos relembrar o foco de ideias que eu havia passado no post anterior:

Bom, se você é um leitor de passagem, um curioso apenas observando o naipe de meu clímax, ou uma pessoa que não tinha nada pra fazer e resolveu clicar no link do meu blog, faça o favor de ler a porra do post anterior pra não ficar perdido e viajando na lombra do meu texto!
Agora, se você já é um fuçador das antigas, um leitor já acostumado com minhas ideias e pensamentos, um admirável fã que fica tendo sonhos eróticos comigo a noite, e vem acompanhando meu blog desde a 1° postagem, PARABÉNS, você realmente não tem muita coisa pra fazer da vida a não ser ficar na Internet jogando colheita feliz e fuçando o blog dos outros! xD

(Momento pagação de pau: Obrigado as pessoas e amigos que fuçam meu blog, e comentam os textos toscos que eu posto, vocês são fodas! é graças a leitura de vocês que eu continuo a escrever aqui!)

No post anterior eu, digamos, comentei sobre o nosso cultuado FOLCLORE BRASILEIRO, pondo em questão o meu ponto de vista sobre alguns desses personagens tão únicos, como por exemplo o mendigo usuário de crack do Saci Perere, o deficiente assassino e RBD brasileiro Curupira e a inútil personagem Mula sem Cabeça.

E agora meus caros fuçadores antigos e novatos, eu irei continuar essa babaquice folclórica começando com ela, a única e excêntrica personagem hippie, protegida pelo IBAMA e o sonho de toda mulher louca por uma bolsa com pele de jacaré, ela: a CUCA

Na real, deve ser uma doença genética passada de geração em geração por autores e criadores de personagens infantis, por que só sendo um DOENTEEE...um PEDÓFILO CORNOOO...um DEMONIOOOO, para criar tamanha desgracença infantil!

Pra quem não lembra ou não sabe a historia dessa mala (bem que poderia ser uma de verdade, contribuiria bem mais), a Cuca é uma bruxa que usa de poderes malignos para capturar criancinhas...(O.o)
AAAHH É MESMO...só falta me dizer que ela mora em luziânia e a sua preferência é por adolescentes...to começando a desconfiar que a Cuca perdeu os poderes, ficou velha e começou a contratar mão de obra barata pra esse tipo de serviço, daqui a pouco ela vai aprontar mais o que, venda de órgãos? exploração infantil? trafico de animais? vai abrir uma boca de fumo com o Saci para atrair jovens viciados?

Acredita se que a lenda da Cuca tenha surgido originalmente na Espanha e Portugal, onde la ela tem o nome de..."Coca"...AAAHH É MESMO²...por que será que ela tem esse nome? por que ela bebia muita Coca Cola?...(ÓBVIO...que não!)...com certeza essa velha MALDITA tinha uma plantação de coca nos fundos da caverna...pra quem não sabe o que é a coca...ela é simplesmente o ingrediente principal na fabricação da COCAÍNA...AAAAHHH...mais uma personagem infantil envolvida no mundo das DROGAAASS...eeita que nem em outros países o folclore escapa de ser tão inútil!
Que surpresas mais será que a cuquinha vai aprontar pra gente heim?

Outro personagem que mesmo antigo, ainda inspira muitos homens que adoram comer umas menininhas sem camisinha e depois "fugir" como se nada tivesse acontecido, é ele, o escorregadio cafajeste folclórico: o BOTO

O Boto é um cafajeste que dita a lenda ser um cara bonito e atraente que encanta as cocotinhas nos bailes funk e depois leva pra beira do córrego para dar umazinha com elas, e logo depois de penetrar profundamente no ventre das menininhas -deixando assim um descendente seu-, ele pula na agua e foge transformando se em um boto...

Esse personagem é tão inspirador, não só para crianças mas também para adolescentes e adultos do Brasil inteiro que adoram dar aquela velha afogada no ganso (não é o jogador não tah...ou é?), provocando ate hoje fúria e irritação a muitas menininhas que não recebem pensão e nem uma visitinha no final do mês pra ver o pequeno herdeiro de Boto...
EEEeeitaa Brasilzão que ate nas historias não deixa de ser um pais verdadeiro...e criativo, claro!

Bom, eu poderia citar vários e vários personagens desse Brasil baranil, como o LOBISOMEM, que nem eu mesmo sei se ele é americano, europeu, ou brasileiro mesmo...
O BOITATÁ, que é uma cobra com nome de boi (vai saber neh!)...
A MÃE-D'ÁGUA, que é uma sereia contra bandeada das historias de piratas (porra ate no folclore, brasileiro rouba os outros...putz!) e entre outros personagens "únicos" que só existe aqui mesmo.

Eu não sei se todos perceberam, mas o folclore brasileiro (pelo menos pra mim) é baseado em muitas coisas do nosso cotidiano (ou do cotidiano dos criadores depravados), podem ate ser maquiadas para o publico infantil, mas mostra de um jeito cômico a realidade "true" da vida.
É claro que a maioria dos personagens em vista da minha analise (hahaha...parece ate palestra! casos de família), soam meio...cruéis e marginais demais...se bem que...TODOS eles são cruéis e marginais. Mas então, já que o folclore é tão "realista" em seu mundo de fantasia, eu pensei comigo, por que não criar o meu próprio folclore brasileiro de fantasia com personagens bem realistas e cotidianos?! Por que na real, MERDA todo mundo faz...agora fazer uma MERDA boa, bem feita...aaahh...ai é dificil, tem que rebolar muitas vezes ate a cagada sair perfeita!

Seria uma boa ter um folclore criado por quem realmente vê o que se passa no dia-a-dia, então como seria isso?
...

Ha ha (aloka), eu escreverei sobre isso no próximo e emocionante post, por que senão o texto ficara grande demais, e é fato, que da uma preguiça do caralho de ler algo longo assim.

Então no próximo post eu farei alguns ajustes no folclore brasileiro, criando o meu próprio folclore e mostrando o quanto a nossa vida se parece com essa inutilidade cultural que muitos adoram festejar...
Então, aguardem!
..........................................................................................................................

2 comentários:

db disse...

o deverson fala dos pobres personagens folclóricos, que nem podem se defender, mas eu acho que quem usa drogas na realidade é ele... pra ocnceber tais alucinações! kkk

"De"ddy Deverson disse...

hahahahahha...concordo!